Uma pesquisa apoiada pelo Centro de Terapia Celular (CTC USP) traz novas perspectivas no tratamento de um dos tipos de tumores cerebrais mais agressivos, os astrocitomas. O estudo foi conduzido pela pesquisadora Valeria Valente, da UNESP de Araraquara.

Confira a entrevista na TV Hemocentro.