Evolução biológica, seleção natural, mutações. Será que realmente sabemos o que é tudo isso? Estes assuntos diversas vezes são abordados pela mídia, por produções cinematográficas e pela publicidade, mas até que ponto eles realmente utilizam as teorias científicas para explicar esses temas?

Para discutir essas questões, o Instituto de Estudos Avançados da USP, Polo Ribeirão Preto (IEA-RP) e o Centro de Terapia Celular (CTC-USP) realizaram no dia 10 de novembro a terceira edição do “Ciência com Pipoca”.

O tema deste ano foi “O que entendemos errado sobre a Teoria da Evolução?”, e contou com a apresentação dos biólogos Caio de Oliveira, Fernando Mecca e Paula Verzola, pós-graduandos da USP Ribeirão Preto e integrantes do grupo Ilha do Conhecimento, no Senac de Ribeirão Preto. 

Além de explicar os conceitos evolutivos propostos pelo naturalista inglês Charles Darwin, a sessão discutiu as consequências do mau uso das teorias científicas e a importância do acesso e compreensão da ciência e seu processo de construção pela sociedade.

Para os amantes de filmes e séries, os pesquisadores ilustraram o assunto com obras como Evolução, Waterworld, X-Men, Vingadores, Planeta dos Macacos, Simpsons, Master of None, Pokemón, entre outros.

Compartilhe: