Pesquisa investiga fibrose em portadores de esclerose sistêmica transplantados

O transplante autólogo de células-tronco hematopoiéticas trata pacientes com esclerose sistêmica grave e progressiva. No entanto, alguns mecanismos básicos associados à eficácia terapêutica do procedimento ainda são alvo de estudos. Para contribuir nesta missão científica, o biólogo Djúlio C. Zanin Silva avaliou como a intervenção afeta a fibrose da pele em pacientes portadores da doença.

Os resultados foram publicados no artigo “Autologous hematopoietic stem cell transplantation promotes connective tissue remodeling in systemic sclerosis patients”, orientado pela Profa. Dra. Maria Carolina Oliveira, pesquisadora do CTC-USP e do Hemocentro de Ribeirão Preto. O trabalho completo, divulgado em 29 de abril pelo periódico Arthritis Research & Therapy, está disponível no link: https://bit.ly/37cUXZE.

Saiba mais detalhes no vídeo abaixo produzido pela TV Hemocentro RP!

Scroll to Top