A Radioatividade, o DNA e o HIV são descobertas que tiveram a importante participação de pesquisadoras. Mesmo assim, a imagem do cientista está fortemente associada à figura masculina.

O projeto “Ciência por Elas” veio para mudar esse cenário e estimular o interesse das meninas pela ciência. A proposta é voltada para alunas do sexto ao nono ano do ensino fundamental.

A primeira edição aconteceu entre os dias 10 e 14 de dezembro, no Espaço de Eventos do Instituto de Estudos Avançados Polo Ribeirão Preto (IEA-RP) da USP.

As atividades foram conduzidas por professoras e pesquisadoras de diferentes campos do conhecimento, como educação, biologia, saúde, toxicologia, física, química e genética.

A iniciativa foi uma realização do IEA-RP e do Laboratório EcoHumanTox, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP, e foi inspirada no projeto “Meninas com Ciência” desenvolvido pelo Museu Nacional (UFRJ).

O evento teve o apoio do Centro de Terapia Celular e da Rádio USP Ribeirão Preto.

Compartilhe: