Seminário Online do CTC aborda imunoterapia celular utilizando células T geneticamente modificadas

O Centro de Terapia Celular (CTC-USP) promoveu o primeiro Seminário Online de 2021, no dia 04 de março, no canal do YouTube da TV Hemocentro RP. O encontro foi ministrado pelo pesquisador Lucas Eduardo Botelho de Souza e teve como tema: “Imunoterapia celular anticâncer utilizando células T geneticamente modificadas”.

O campo da terapia celular está liderando uma mudança de paradigma no desenvolvimento de agentes terapêuticos. A recente convergência de vários campos, incluindo imunologia, genética e biologia sintética, agora permite a introdução de receptores artificiais e a síntese de circuitos genéticos inteiros para programar com precisão o comportamento das células administradas ao paciente.

O melhor exemplo destes “medicamentos vivos” de última geração são as células T modificadas para expressar receptores de antígenos quiméricos (CAR), que já demonstraram evidências definitivas de eficácia terapêutica contra algumas doenças hematológicas.

No seminário foram discutidos os fundamentos da imunoterapia celular utilizando células T geneticamente modificadas, os desafios a serem superados e alguns dos resultados obtidos pelo grupo de pesquisa no CTC-USP.

O biólogo Lucas de Souza possui doutorado em Ciências pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP) e pós-doutorado pelo Institut National de la Santé et de la Recherche Médicale (INSERM U935, França) na área de células-tronco terapêuticas e neoplásicas. Atualmente, coordena o laboratório de Transferência Gênica do Hemocentro de Ribeirão Preto (FMRP/USP), onde desenvolve estudos básicos e aplicados em terapia gênica/celular, com foco especial em células CAR T.

Confira a apresentação abaixo.

Hemocentro RP promove seminário online sobre a evolução genômica do SARS-CoV-2

O Hemocentro de Ribeirão Preto recebeu a Dra. Marta Giovanetti para o seminário online “The crisis at the time of coronavirus: genomic evolution of SARS-CoV-2”, no dia 05 de março. O encontro aberto foi transmitido via plataforma Zoom.

A pesquisadora, que atua no Laboratório de Referência Regional de Flavivírus do Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz-RJ), se destaca com o maior número de publicações sobre COVID-19 entre os pesquisadores residentes no Brasil, e também como aquela com o maior número de citações sobre o tema até o momento.

A cientista italiana mora no Rio de Janeiro desde 2016, quando passou a trabalhar na Fiocruz, sob a orientação do doutor em Biologia Celular e Molecular Luiz Carlos Júnior Alcântara. Desde então vêm se dedicando a atividades de vigilância genômica e ao desenvolvimento de protocolos para a descoberta e monitoramento de vírus emergentes e reemergentes, incluindo o novo coronavírus.

“Estamos realizando o monitoramento genômico do novo coronavírus, em diversas regiões do Brasil, para entendermos melhor a sua dinâmica de dispersão no País, bem como as características genéticas do SARS-CoV-2, que podem ser a chave para o desenvolvimento de vacinas e medicamentos, e as diferentes linhagens que estão circulando e co-circulando”, disse Giovanetti em entrevista ao portal da FAPERJ.

CTC oferece Bolsa FAPESP para os setores de Administração de materiais de pesquisa e Assessoria Jurídica

O Centro de Terapia Celular da USP, sediado no Hemocentro de Ribeirão Preto, oferece “Bolsa FAPESP modalidade TT-3” para os setores de Administração de materiais de pesquisa e Assessoria Jurídica.

Os interessados deverão enviar currículo, até o dia 12 e 18 de março seguindo as respectivas vagas, para o e-mail: jaquelini.aroni@hemocentro.fmrp.usp.br.

Para a posição de Administração de materiais de pesquisa, o candidato deve ser graduado em Administração ou Economia. Já para Assessoria Jurídica, é necessário graduação em Bacharel em Direito. Ambos não devem ter vínculo empregatício. A bolsa terá validade de 12 meses, com carga de trabalho de 40 horas semanais.

Além do treinamento especializado de aperfeiçoamento, o bolsista terá direito, mensalmente, a uma bolsa auxílio no valor de R$ 1.228,40.

Pesquisa conduzida no Hemocentro RP aponta casos de nova variante do coronavírus

Estudo conduzido por pesquisadores do Hemocentro de Ribeirão Preto, Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto e Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP) identifica 12 casos da variante brasileira do coronavírus em Ribeirão Preto e em Serrana.

Clique nas imagens e assista as entrevistas do Prof. Dr. Rodrigo Calado, diretor científico do Hemocentro RP e pesquisador principal do CTC, para o Jornal da EPTV.