Pesquisador do CTC participa de evento da American Society of Gene & Cell Therapy

O Prof. Dr. Renato Cunha é um dos palestrantes do evento “Advancing Clinical Research of Gene Therapies in Brazil”, que será realizado online no dia 02/12, das 14h às 18h. O congresso é uma parceria da American Society of Gene & Cell Therapy (ASGCT) com a Associação Brasileira de Terapia Celular e Gênica (ABTCel-Gen).

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas no site: https://www.asgct.org/brazil. O link de acesso ao simpósio será enviado diretamente pela organização aos inscritos.

O docente da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP) e pesquisador do Centro de Terapia Celular (CTC-USP), ministra a palestra “Getting CAR T-cell Therapy for Leukemia into Clinical Trials in Brazil: Challenges and Opportunities”.

O objetivo da conferência é compartilhar experiências e percepções de especialistas da área, sobre fatores a serem considerados para iniciar com sucesso os ensaios clínicos de terapias gênicas in vivo e ex vivo no Brasil.

Seminário do CTC aborda a expansão de células-tronco hematopoéticas para tratamento de falências medulares

O Prof. Dr. Rodrigo Calado, diretor científico da Fundação Hemocentro RP e pesquisador principal do CTC-USP, ministrou a palestra online “Expansão de células-tronco hematopoéticas para tratamento de falências medulares”, no dia 11 de novembro, na TV Hemocentro RP.

A reunião integra os Seminários do CTC, que têm como objetivo promover a difusão das pesquisas e atividades realizadas pelo centro.

Assista abaixo o evento completo.

 

Participe da edição online do HEMO Play 2020

O tradicional Congresso Brasileiro de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (HEMO) será realizado em formato online, neste ano.

A mudança foi decidida pela diretoria da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH) devido a pandemia da COVID-19.

O “HEMO Play 2020” acontece do dia 03 a 08/11, com a participação de pesquisadores principais e associados do Centro de Terapia Celular da USP.

Mais informações pelo site: https://www.hemo.org.br/.

Pesquisas com dois compostos anti-inflamatórios apontam aceleração na recuperação da COVID-19

Elton Alisson | Agência FAPESP

Dois estudos clínicos independentes, um conduzido por pesquisadores do Centro de Terapia Celular (CTC), em Ribeirão Preto, com o anticorpo monoclonal eculizumabe e outro por cientistas da Universidade da Pensilvânia (Estados Unidos) com uma droga experimental chamada AMY-101, observaram um efeito anti-inflamatório importante, capaz de acelerar a recuperação de pacientes com COVID-19 em estado grave. Os resultados das duas pesquisas, que tinham como objetivo comparar o potencial terapêutico dos compostos, foram divulgados em artigo publicado na revista Clinical Immunology.

Os dois medicamentos foram administrados separadamente. O anticorpo monoclonal, que já é usado no tratamento de doenças hematológicas, foi testado em pacientes do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP). Já o candidato a fármaco desenvolvido pela farmacêutica norte-americana Amynda foi administrado a pacientes de um hospital em Milão, na Itália. Ambos apresentaram resultados promissores, mas como a molécula AMY-101 é mais barata e teve um desempenho ainda melhor no teste clínico, os dois grupos de pesquisa consideram testá-la em um grupo maior de pacientes no Brasil.

“Os dois compostos causaram uma resposta anti-inflamatória robusta que culminou em uma recuperação bastante rápida da função respiratória dos pacientes”, diz à Agência FAPESP Rodrigo Calado, coordenador do estudo no Hospital das Clínicas da FMRP-USP e integrante do CTC – um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) financiado pela FAPESP.

Confira a reportagem completa no site da Agência FAPESP e a entrevista no Jornal CNN 360.

Prof. Dr. Rodrigo T. Calado
Prof. Dr. Rodrigo T. Calado