Notícias

Estão abertas as inscrições para alunos no Adote Online da Casa da Ciência

O programa “Adote Online” retoma as atividades no dia 12 de agosto, às 14h30, no canal do YouTube da Casa da Ciência. Estudantes de 13 a 18 anos, cursando entre o 7º ano do Ensino Fundamental e o 3º ano do Ensino Médio, de todas as regiões do país estão convidados a participarem!

As inscrições vão até o dia 01 de agosto e devem ser realizadas pelo formulário disponível no link: https://forms.gle/d9yZ3cQEGzMS3ASH8

A iniciativa vai trazer uma série de vídeos gravados pelos pós-graduandos e docentes do campus da USP de Ribeirão Preto. Os palestrantes apresentarão conceitos das áreas em que atuam e solicitarão uma pequena tarefa no final de cada encontro virtual. Ao todo serão 15 dias de atividades e um dia de finalização do semestre. Para receber o certificado do programa, o aluno deve enviar no mínimo 80% das tarefas solicitadas.

Mais informações pelo WhatsApp: (16) 98829-2065 ou e-mail: contato@casadaciencia.com.br.

A Casa da Ciência iniciou as atividades em 2001, como parte do Centro de Terapia Celular (CTC-USP), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) apoiados pela FAPESP.

Estudo realizado no CTC-USP aponta melhorias no tratamento da esclerose sistêmica

Uma pesquisa realizada no âmbito do Centro de Terapia Celular (CTC-USP) e do Hemocentro de Ribeirão Preto apontou melhorias nos mecanismos imunorreguladores e antifibróticos, após o transplante autólogo de células-tronco hematopoéticas para esclerose sistêmica. Os resultados podem contribuir no restabelecimento da autotolerância e remissão clínica dos pacientes.

O estudo foi publicado pelo Rheumatology, o periódico oficial da British Society for Rheumatology da Oxford University Press. O artigo “Autologous hematopoietic stem cell transplantation restores the suppressive capacity of regulatory B cells in systemic sclerosis patients” tem como autores os pesquisadores: João R. Lima-Júnior, Lucas C. M. Arruda, Maynara S. Gonçalves, Juliana B. E. Dias, Daniela A. Moraes, Dimas T. Covas, Belinda P. Simões, Maria Carolina Oliveira, Kelen C. R. Malmegrim.

Confira abaixo a entrevista da TV Hemocentro e da TV Record sobre o trabalho com a Profa. Dra. Maria Carolina de Oliveira Rodrigues, pesquisadora do CTC-USP e docente da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP). Leia também a reportagem do Jornal da USP.

Pesquisa usa chip para mapear o sucesso gestacional em bovinos

Karina Ninni | Agência FAPESP

Com o objetivo de investigar fatores que podem comprometer o sucesso gestacional em bovinos, pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) usaram uma espécie de chip para mimetizar o ambiente do endométrio – tecido que reveste a parte interna do útero.

O trabalho foi conduzido pelo biólogo Tiago Henrique Camara De Bem, pós-doutorando na Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo (FZEA-USP), e por mais quatro cientistas da Universidade de Leeds, no Reino Unido. Os resultados foram divulgados na revista Endocrinology.

A equipe focou em investigar alteração das concentrações de insulina e glicose nas células maternas (epiteliais e estromais) e as possíveis consequências para o desenvolvimento gestacional inicial. As células epiteliais são as mais externas do endométrio e, portanto, estão em contato direto com o embrião. Já as estromais estão na parte interna do endométrio, são células de suporte que têm entre suas funções guiar o crescimento, a diferenciação e o desenvolvimento das células epiteliais.

O grupo descobriu que altas concentrações de glicose alteraram 21 genes codificadores de proteínas em células epiteliais e 191 em células estromais, com mudanças quantitativas também no secretoma das proteínas (conjunto de proteínas secretadas no meio de cultivo que, nesse caso, mimetiza o fluido do endométrio).

O projeto teve o apoio do CTC-USP e a supervisão do Prof. Dr. Flávio Vieira Meirelles, pesquisador principal da Instituição. Confira a reportagem completa na Agência FAPESP.